Suíça diz adeus ao sigilo bancário , resta os relógios e o chocolate

A Suíça gere 25% dos activos estrangeiros depositados nos 266 bancos que, a partir de hoje dizem adeus ao seu sigilo bancário, que lhes permitiu atrair fortunas ao longo de décadas, embora estivesse já condicionado por pressão internacional.

 

O país , que teve durante anos um sistema bancário impenetrável para países terceiros que tentassem obter os dados dos seus cidadãos com contas na Suíça, vai começar a partir de hoje a recolher informações bancárias dos clientes estrangeiros para a troca automática de informações acordadas entre os 38 membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Apesar da troca de dados só começar em 2018, na prática, 2017 enterra o sigilo bancário ao dar iniciar as medidas necessárias para entregar as informações dos seus clientes estrangeiros no próximo ano.

 

É tempo de esquecer a Suíça e migrar para a bitcoin : )

 

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos