A rede SWIFT foi atacada outra vez e, novamente os hackers levaram a melhor

Pela segunda vez em poucos meses, a rede de pagamentos SWIFT foi alvo de ataque. Para piorar as coisas, desta vez o alvo foi um  banco diferente e, também desta vez  os hackers levaram a melhor,  e conseguiram roubar dinheiro.


Este segundo ataque à rede de pagamento SWIFT teve como alvo um banco comercial , ao invés do banco central do Bangladesh  como aconteceu há pouco tempo . No entanto, ambos os ataques são muito semelhantes na abordagem, embora os detalhes sobre este ataque ainda não seja conhecidos. Além disso, a  SWIFT optou por não identificar o banco afectado neste momento.

A  gigante SWIFT foi forçada  a emitir um aviso a todos os seus participantes, afirmando que estes ataques parecem fazer  parte de uma "campanha que visa um conjunto alargado de bancos  e, é  altamente adaptável". Estes tipos de avisos só vai levar a mais especulação no futuro, até porque se torna evidente que há algo muito errado com o sistema bancário.

Especialistas bancários não estão convencidos de que vão ser capazes de resolver a questão em si, muito menos rastrear os atacantes e recuperar os fundos. Os hackers usaram  credenciais de rede legítimas,  infiltraram-se  no sistema SWIFT e iniciaram  transferências fraudulentas. Além disso,  conseguiram instalar malware nos computadores críticos  dos bancos para ofuscar estas acções.

A obtenção destas credenciais legítimas pode ser feita de várias formas, embora não seja provável que os criminosos tenham  tido ajuda de  pessoal do banco a SWIFT quer deixar claro sua rede de pagamento não foi violada, mas apenas foi usada utilizando as ligações com os bancos participantes.

Este pode ser o  gole de misericórdia no sistema bancário como o conhecemos. Os bancos perderam a confiança dos consumidores; enfrentam a concorrência vinda das empresas tecnológicas com  serviços e experiências de utilização  mais recentes e atraentes, alem disso a tecnologia da banca actual  é inerentemente insegura. Algo tem que mudar, e não vai demorar muito mais tempo até que as empresas e os consumidores começam a procurar soluções financeiras alternativas, incluindo Bitcoin e outras soluções semelhantes.

Fonte

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos