US Postal Service pode vir a criar a sua própria moeda digital ou adoptar uma já existente como a bitcoin

O Serviço Postal dos EUA apresentou  um relatório onde deixa indicações de que poderá  adoptar a tecnologia blockchain nas suas operações.

 

O relatório, divulgado pelo Escritório do Inspector Geral do Serviço Postal (OIG) , sugere que o serviço deve considerar  a tecnologia para reforçar as  cadeias de fornecimento, criar redes de dispositivos conectados ou mesmo emitir sua própria moeda digital.

O relatório foi publicado  hoje , e aponta para que a  curto prazo, o governo deva dedicar recursos para a estudar casos onde estas aplicações possam ser utilizadas, argumentando que "ao começar a  a experimentar  casos possíveis onde as aplicações podem  beneficiar as  operações postais e os  clientes".

 

Segundo o autor do relatório :

"O Serviço Postal poderia beneficiar da tecnologia blockchain no curto prazo através do estudo da tecnologia e, possivelmente, experimentar com soluções baseadas no blockchain para serviços financeiros. O Serviço Postal já oferece alguns serviços financeiros, incluindo ordens de pagamento e transferências internacionais de dinheiro, onde o  blockchain poderia ser um instrumento que permita, que o Serviço Postal ofereça  esses serviços de forma mais eficiente. "

Uma  das recomendações  é a criação de uma criptomoeda para o serviço postal em si.

A criptomoeda, apelidada de "Postcoin", foi inicialmente proposta num artigo de 2015 pela consultora com sede na Suíça Swiss Economics. A  Swiss Economics mais tarde foi contratada pelo OIG como parte de sua investigação.

De acordo com o relatório da OIG,  a "Postcoin" poderia ajudar o serviço a aliviar os problemas de transferência de dinheiro globais. Além disso, os autores do relatório especulam que uma criptomoeda "in-house"  tornaria mais fácil para os vários  escritórios postais  realizar transações com o outros diretamente evitando intemediários.

 

O relatório sugere que o Serviço Postal poderia usar um blockchain público, como o da  bitcoin  para esta aplicação.

Dentro das possíveis vias de implementação  exploradas, a solução pode passar por  compra de tokens  para um blockchain existente e usar uma forma de marca d'água para indicar quais são Postcoins, ou ,  em alternativa, o Serviço Postal poderia inicializar um blockchain totalmente novo.

"Uma opção é " comprar " moedas de  um blockchain  publico existente. O operador postal teria primeiro de adquirir algumas moedas. Uma vez que o posto já  possui as moedas, pode adicionar uma camada adicional de informações para cada moeda, ou fracção da mesma, para marcá-la como representando um activo específico e distinto - neste caso, uma Postcoin ", explica o relatório.

A principal justificação para esta opção seria o facto do Serviço Postal efectivamente herdar  a infra-estrutura de "mining" já existente  que coletivamente  processariam  e validariam as  transacções na blockchain.

"A vantagem de comprar moedas de  uma plataforma já existente e já amplamente utilizado é que o posto não tem que pagar a factura dos custos para manter o sistema de validação ou para proteger a rede de pagamento", afirma o relatório.

Fonte

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos